Jesus Cristo; cuidado! Se segui-lo você poderá se tornar ser humano!

3 maio

Ser Humano                                       Por que seguir a Cristo?

Esta é uma das maiores questões que ocorrem na mente de muitos, mesmo aqueles que já dizem seguir a Cristo.

Na verdade esta pergunta é feita porque queremos saber se existe, de fato, algum motivo real para seguirmos a Cristo.

Na maioria das vezes as pessoas acham que devem segui-lo simplesmente porque foi um homem que arrastou multidões, porque operou sinais e maravilhas, fazendo milagres jamais vistos, porque enfrentou poderosos de sua época, tanto de ordem política como religiosa, talvez porque falou na linguagem dos simples, dos pecadores, dos ignorantes; talvez apenas porque ele é inspirador.

Há motivos diversos que poderíamos elencar para seguir a Cristo. E não é à toa que ele recebe o adjetivo e substantivo de Mestre. Fato é que Jesus foi e é o único homem (Deus) que conseguiu e consegue até hoje ser singular. Pode pensar no personagem mais famosos, poderoso, carismático, influente, etc., que já surgiu na face da Terra e ainda assim ele ficará anos luz da presença marcante, original e transformadora que foi e é a pessoa de Cristo.

Mas vejam que estes motivos, e outros, que declaramos serem válidos para seguir a Cristo não devem ser os motivos que norteiam esta nossa busca ou questão sobre o porquê de segui-lo.

Na verdade Cristo quando veio ao mundo, não veio necessariamente fazer com que seguíssemos a ele literalmente, até porque ele fez coisas que homem – comum – algum poderia fazer, e o principal deles foi viver neste mundo de forma santa (sem pecados) e morrer pelos nossos pecados.  Apenas ele foi e será o único capaz de tal proeza.

O que Cristo veio nos deixar como legado é simplesmente apontar para nós e recuperar em nós a mais perfeita e simples essência de sermos “seres humanos”.

Talvez você esteja me questionando até mesmo me criticando por tal posição. Mas veja que não há nada de absurdo nisto. Se você, que crê, que Deus criou o homem, saberá seguindo a História bíblica que Deus criou o homem em sua maior pura simplicidade. O homem sem regalias, sem mazelas, sem poderio, sem façanhas, sem legados, sem abusos ou absurdos, sem desprezo, sem angústia, sem lacunas, sem misérias, sem ganância, sem exageros, sem mesquinhez, sem falta de nada, sem isto ou sem aquilo; sem mais ou menos, mas apenas aquilo que ele é: ser humano.

Deus nos criou para agirmos de forma simples, objetiva, com responsabilidades simples, sem muita confusão ou embaraço. Mas é a partir da queda do homem (Gn 3), pelo seu desejo de obter “mais do que lhe era devido”, que o homem passou não suportar a carga, a carga de querer ser Deus sem ter este cacife. Foi então que o homem não só começou a cair, mas deixou de ser ser humano. Passamos a nos tornar coisas, valores, números, objetos, estranhos, malucos, bichos, até mesmo demônios; ao contrário do que deveríamos ser: seres humanos e apenas isto. Simples assim!

O mundo ainda não entendeu isto. As religiões não entenderam isto. Mesmo aqueles que dizem seguir a Cristo não compreendem isto. Sempre queremos carregar sobre nós aquilo que não deveríamos ser. Queremos status, poder, fama. Queremos luxo, domínio, cargos, poder (dons), títulos; mas tudo afim de que? Apenas para continuarmos deixando de ser seres humanos.

Idolatramos a santos, ou homens, porque não queremos seres humanos, mas semi-deuses. Fingimos ser melhores do que somos, para não admitir que o ser humano é simples, enquanto nossa arrogâncias é complexa. Buscamos sistemas formatados de conduta religiosa porque temos medo de admitir que somos iguais ou piores do que muitos dos quais condenamos. Nos entregamos à vida frívola e espúria para esconder o vazio que existe dentro de nós ao fingirmos uma vida feliz, só porque compramos um carro do ano, um casa, viajamos, conseguimos alguns diplomas, um novo namorado, um sapato novo, etc., vida efêmera que finge uma felicidade que é apenas passageira e paliativa. Nunca satisfaz de fato!

Cristo disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mt 11:28).

Ele quer que o sigamos para deixarmos sobre ele todo este peso que nos faz deixarmos de ser seres humanos. Ele quer que tomemos o que vem dele, e o maior legado que Cristo deixou na Terra foi o fato de se despir de Deus (que era é e sempre será) e caminhar sobre a poeira, o sol, o frio, no dia a dia, como “ser humano”.

Seguir a Cristo é querer ser ser humano. É querer restabelecer aquilo que um dia a humanidade perdeu. É aprender a olhar nos olhos do seu maior inimigo e ver “alguém” e não “uma coisa”, “um bicho” ou “um monstro”.

É lutar ferrenhamente contra a religião que não nos trata com seres humanos, mas apenas com pecadores fadados ao fracasso sempre. É lutar contra religiosos que usurpam o nosso direito de sermos apenas humanos, e pedem que sejamos super-santos. É lutar contra uma sociedade que não te chama pelo nome, mas te chama pelo “bolso” (dinheiro). É lutar contra um sistema moral e ético que não possui compromisso com a Verdade, mas com aquilo que é conveniente.

Por que seguir a Cristo? Porque ele foi o único Deus (homem) que se preocupou de fato em nos lembrar que somos e devemos ser seres humanos. Sim, Jesus também manifestou seu poder divino, mas o que mais deveria impressionar em Deus não é o fato dele ser deus ou agir como deus, mas é quando este Deus se fez conhecer e agir como ser humano – Jesus Cristo! Sigamos a Cristo então, em busca do nosso maior desafio, sermos seres humanos outra vez!

Fabiano Mina

Anúncios

3 Respostas to “Jesus Cristo; cuidado! Se segui-lo você poderá se tornar ser humano!”

  1. Daniel 5 de maio de 2011 às 22:36 #

    Seria bom se todos o conhecessem de verdade, valeu fabi. mas a muitos que não querem pq não o conhece de verdade. abçs

  2. Fabiano Mina 11 de maio de 2011 às 17:15 #

    Querer é conhecer, e conhecer é querer Dani!
    Abçs

    • andersonlbatista 11 de abril de 2014 às 10:27 #

      Essa é a mensagem de nossos dias meu amigo… ser humano. Essa essência precisa ser resgatada em cada um de nós. Nossas contradições, relatividades, diversidades, erros e acertos, tudo isso é belo. Houve um tempo em que “deus” esteve morto (parafraseando Nietzsche). Hoje, o “humano” está morto em cada um de nós. Nos tornamos seres divinos, santos, conhecedores do “bem e do mal”, juízes do próximo e sabedores da “verdade”. Essa é a mensagem! E ela um dia foi encarnada! Cresçamos em sabedoria diante de Deus e diante dos homens!

      Abraço fraternal!
      Anderson Luiz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: